O que deve saber agora sobre o coronavírus (Portugiesisch)

Todos e cada um de nós podemos, com o nosso comportamento, contribuir para a nossa própria proteção e de outros, sobretudo de pessoas particularmente vulneráveis, como idosos e pessoas com doenças pré-existentes. O meio político tomou medidas para travar a propagação do vírus, evitar a sobrecarga do sistema de saúde e atenuar as consequências económicas da pandemia. O governo federal informa, através de diversos canais e em diversas línguas, sobre o estado atual relativo ao Coronavírus. Aqui resumem-se as informações principais.

Saúde e conselhos de conduta

Continua aplicar-se: Reduza ao máximo os contactos com outras pessoas e limite-se a um círculo pessoal permanente. Nos espaços pequenos onde há concentração de pessoas, deve usar-se máscara. 

A obrigatoriedade do uso de máscara aplica-se a lares, hospitais e demais instituições de saúde, como, por exemplo, consultórios médicos; em determinados alojamentos comunitários e em transportes públicos locais. O uso de máscara também é obrigatório no  transporte aéreo e no transporte de passageiros de longa distância.

Em hospitais, lares e similares aplica-se também a testagem obrigatória, para além do uso de máscara.

Os estados podem determinar outras medidas de proteção, como por exemplo:

  • testagem obrigatória em escolas e creches 
  • uso obrigatório de máscara em escolas, a partir do 5° ano
  • máscara obrigatória nos transportes públicos locais
  • máscara obrigatória em espaços interiores acessíveis ao público (restauração, eventos de lazer, culturais e desportivos)
  • limitação do número de participantes em eventos em espaços interiores acessíveis ao público

Verifique sempre as regras em vigor no seu estado.

Têm direito a testes ao corona gratuitos, por exemplo:

  • Crianças com menos de 5 anos.
  • Pessoas que, por razões de saúde, não podem ser vacinadas.
  • Qualquer pessoa que pretenda terminar uma quarentena (“testagem gratuita”).
  • Qualquer pessoa que viva com uma pessoa comprovadamente infetada. 
  • Qualquer pessoa que preste cuidados de saúde a outros ou pessoas que visitam ou prestem cuidados em lares de idosos ou instituições de saúde.
  • Pessoas com deficiência e seus cuidadores.

Por 3 euros pode testar-se qualquer pessoa que visite alguém acima de 60 anos de idade, que participe em eventos em espaços fechados ou cuja aplicação Corona-Warn-App apresente uma notificação a vermelho.

O Ministério Federal da Saúde presta recomendações de saúde e de conduta.

Tal como milhões de pessoas na Alemanha, utilize a aplicação Corona-Warn-App do Governo Federal. Quantas mais pessoas participarem, mais a aplicação nos poderá proteger.

Vacinação contra o coronavírus

Ao vacinar-se contra o coronavírus, ajuda a proteger-se a si mesmo, à sua família e aos mais fracos. Têm direito à vacinação todas as pessoas residentes na Alemanha ou com residência habitual na Alemanha, que trabalhem em determinados centros de prestação de cuidados de saúde na Alemanha mas que não sejam residentes.

Reforço da vacinação: A Comissão Permanente de Vacinação (Ständige Impfkommission - STIKO) recomenda que todas as pessoas com mais de 12 anos recebam um reforço da vacina. O reforço deverá, por regra, ser recebido cerca de 3 meses após a segunda dose da vacina.

A vacinação de reforço é especialmente importante para:

  • idosos
  • pessoas com doenças pré-existentes
  • todas as pessoas que precisem de cuidados de saúde
  • pessoas que tenham sido vacinadas com vacinas de vector (p. ex., Astra Zeneca ou Johnson & Johnson).
  • pessoas que tenham muito contato com pessoas particularmente vulneráveis ou infecciosas (por exemplo, profissionais de saúde)

A STIKO recomenda também uma vacina de reforço para pessoas com mais de 60 anos, bem como para pessoas com um maior risco de evolução grave da COVID-19, devido a uma doença pré-existente.

A vacinação é voluntária e gratuita e é realizada em centros de vacinação ou consultórios médicos. Através da Linha Direta 116 117, pode saber quando e onde pode ser vacinado.

Quando é vacinado, é possível documentar digitalmente a sua vacinação contra o coronavírus. O certificado eletrónico pode ser criado num consultório médico, farmácia ou centro de vacinação. Após introdução ou confirmação dos dados, é criado um código QR. As pessoas vacinadas poderão ler este código com a aplicação CovPass ou Corona-Warn e comprovar o seu estado de imunização através de um código QR.

As vacinas foram exaustivamente testadas relativamente à sua tolerância, segurança e eficácia. 

Trabalho e dinheiro

Os empregadores devem assegurar que os contactos entre os(as) colaboradores(as) seja reduzido ao mínimo necessário. As medidas para a proteção contra infeções na empresa devem ser definidas e implementadas num respetivo plano. Se for obrigatório o uso de máscaras, estas devem ser colocadas à disposição pelo empregador. O empregador deve verificar se são disponibilizados testes ao Corona a todos(as) os(as) colaboradores que não trabalham exclusivamente a partir de casa.

A proteção contra despedimentos também se aplica durante a pandemia de corona. O Ministério Federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais presta informações sobre questões relacionadas com direito laboral em vários idiomas.

Encontra informações sobre ajuda económica durante a pandemia de COVID-19 no  Ministério Federal para Assuntos Económicos e Proteção Climática.

Entradas e saídas do país

No geral, aplica-se: Alguns países, também no interior da UE, podem restringir as entradas ou exigir um período de quarentena à chegada. Antes da sua viagem, informe-se sobre as restrições atuais e controlos de fronteiras junto do Ministério dos Negócios Estrangeiros e no Ministério Federal do Interior.

Antes da entrada: todos que entrem na Alemanha provenientes de zonas com áreas com variantes do vírus, têm de preencher uma  declaração digital de entrada antes de entrarem no país. Além disso, tem de ser apresentado um teste PCR com resultado negativo, não superior a 48h.

A lista dos países com variantes do vírus é atualizada diariamente pelo  Robert Koch Institut.

Após a entrada: todos os que deem entrada na Alemanha, vindos de países com variantes do vírus, têm de fazer uma quarentena em casa de 14 dias. 

Encontra todas as informações relativas à entrada na Alemanha em Ministério Federal da Saúde.

Re-open EU
(Fonte: União Europeia)

Proteção contra violência

Linha de apoio gratuita (08000 116 016), aconselhamento por chat e e-mail para vítimas de violência doméstica
(Fonte: Agência Federal para Família e Assuntos Sociais)